Carregando...
106.1 FM
OUÇA AO VIVO
Player de Streaming

Notícias

/ Maurício Vieira da Cunha

Pesquisa da GVC.fm indica que 90% não usam cinto de segurança

Departamento de Trânsito vai começar a multar pela falta do equipamento de segurança

A reportagem da GVC.fm fez uma pesquisa na manhã desta terça-feira, na Rua 7 de Setembro, em frente ao Jornal do Povo, sobre os carros que passaram com condutores usando o cinto de segurança.

O resultado foi de 100 condutores sem cinto e apenas 10 usando o equipamento de segurança. Isso representa que 90% do cachoeirense não usa o cinto quando está guiando o seu veículo.

A motivação da pesquisa foi a determinação do secretário municipal de Planejamento, Júlio Bittencourt, para que os agentes de trânsito passem a multar, sem qualquer pudor, quem não estiver utilizando o cinto de segurança.

A infração de trânsito por não uso do cinto de segurança, prevista no artigo 167, tem correlação com a norma geral do artigo 65, segundo o qual “É obrigatório o uso do cinto de segurança para condutor e passageiros em todas as vias do território nacional, salvo em situações regulamentadas pelo Contran”.

O valor da multa é de R$ 195,23 e é acrescido cinco pontos à carteira de habilitação do condutor.

Conforme o secretário Júlio, as pessoas entram em Porto Alegre já com o cinto de segurança e se vão andar por poucas quadras, colocam o equipamento.

“Em Cachoeira não pode ser diferente, temos que aderir a lei. No início vai parecer ruim, mas quando um familiar ou amigo for salvo por estar usando o cinto, as pessoas começarão a agradecer, pois as pessoas não usam aqui porque não há fiscalização, tão somente por isso”, falou Júlio.

COMIGO NÃO – O secretário ainda frisou que as pessoas levam no pensamento que o acidente não vai acontecer consigo, ou pensam que são bons motoristas e dirigem defensivamente, sendo desnecessário o uso do equipamento.

“O problema muitas vezes não é nosso e sim dos outros condutores. Geralmente quem está certo, andando corretamente, não é o causador do acidente. Entretanto, quem estiver sem cinto, independente da culpa da colisão ou do acidente, sofrerá as consequências, sendo ou não o culpado”, alerta o secretário. “E não me venham com essa de que comigo não acontece, pois todos estão suscetíveis a um acidente”, completou.

IMPORTANTE

Uma pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Medicina de Tráfego (Abramet) aponta que o uso do cinto de segurança no banco da frente reduz o risco de morte em 45%, e no banco traseiro reduz em 75%.

MEMÓRIA

Na metade de 2011, o Jornal do Povo realizou diversas pesquisas idênticas a realizada pela GVC.fm e na época a primeira pesquisa registrou o mesmo percentual desta realizada hoje, quando apenas 10% da população usava o cinto.

Após publicação no Jornal do Povo, o Departamento de Trânsito começou uma campanha para as pessoas aderirem ao uso do equipamento de segurança, comandada pelo então coordenador Acélio Muratt.

Alguns dias depois, várias multas já tinham sido registradas e a população cachoeirense começou a adotar o uso do equipamento de segurança, sendo que em menos de 20 dias da primeira pesquisa, houve um aumento do uso do cinto, chegando a 92% da população, quando a cada 100 veículos que passaram na rua 7 de Setembro, 92 usavam o cinto.

ATENÇÃO

Passados dois meses depois das blitz realizadas pelo Departamento de Trânsito da Prefeitura, os condutores começaram a relaxar e gradativamente aderiu-se novamente a não utilização do equipamento obrigatório.

Este percentual não chegou a ficar tão gritante como registrado na primeira pesquisa, onde 90% dos condutores não utilizavam o cinto. Mas ficou em torno de 50% por um período e depois não desceu dos 30% por um longo tempo.

Com a falta de fiscalização, os índices voltaram, depois de seis anos, ao índice mais preocupante, onde praticamente ninguém está preocupado com a própria segurança ou dos passageiros do veículo.

TRÊS PERGUNTAS

Júlio Bittencourt, secretário municipal de Planejamento

Qual foi a determinação que o senhor deu para os Agentes de Trânsito?

“Estamos fazendo há pelo menos seis meses algumas abordagens educativas, alertando quanto ao uso do cinto de segurança, não só do condutor, mas dos passageiros, bem como o uso do capacete, no caso de motocicletas. Agora determinei para que iniciem gradativamente as multas no caso da falta do uso do cinto e do capacete.”

O senhor sabia do alto índice de pessoas que não usam o cinto, conforme a pesquisa da GVC.fm?

“Fiquei até surpreso, achei que seriam umas 50 em 100, ou seja, 50% não usavam o cinto. Isso demonstra a necessidade de fiscalização ofensiva para que este quadro vire a favor da segurança”

Os agentes terão que parar o condutor para realizar as multas?

“Determinei para eles cumprirem a lei e a orientação é que de preferência, seja feita a abordagem, para, neste momento, além de multar pela falta do uso do cinto, também averiguar a situação do veículo e da carteira de habilitação. Entretanto, se não for possível a abordagem, eles estão autorizados a aplicar a multa sem a abordagem ou parada do veículo.”Determinação no momento é educativo, trabalho educativo e posterior

FRASE

“Posso garantir que não será uma medida paliativa, durando apenas alguns meses para depois voltar ao patamar que está”

Júlio Bittencourt, secretário de Planejamento do Município.

Fonte da notícia: GVC.fm
Compartilhar

Veja Também

18 de Dezembro 2017
O ônibus vai mudar
Prefeitura apresenta modelo para o transporte coletivo de Cachoeira/saiba mais/
18 de Dezembro 2017
238 do Faps ainda não se recadastraram
Pagamentos serão suspensos já no mês de janeiro/saiba mais/
BAIXE NOSSO APP
FALE CONOSCO
PEÇA SUA MÚSICA / ENVIE SEU RECADO
Copyright 2015 © Rádio GVC 106.1 FM
Rádio GVC 106.1 FM